Ipas – O estilo do caminho marítimo para a Índia

Ipas – O estilo do caminho marítimo para a Índia

O estilo India Pale Ale – IPA – nasceu durante a colonização inglesa na Índia, por volta da década de 1780. A viagem entre Londres e a colônia chegava a durar mais de 6 meses sendo muito comum que as cervejas chegassem ao seu destino deterioradas e impróprias para consumo. Foi daí que tiveram a ideia de fazer uma cerveja mais encorpada e com bastante lúpulo, dadas as caraterísticas conservadoras do lúpulo. A IPA caiu no gosto dos ingleses da época, tornando-se posteriormente um dos estilos mais apreciados atualmente pelos amantes de cerveja.

Por sua vez, nos EUA outra jóia surgiu, as American Pale Ale – APA – uma cerveja relativamente nova, que começou a ser fabricada entre as décadas de 1970 e 1980 nos Estados Unidos. Uma de suas principais características é o uso do lúpulo americano com uma coloração voltada para o âmbar e de amargor acentuado, resultado do protagonismo que o lúpulo exerce na composição. Outro elemento que marca as APAS é a sua doçura. Enquanto a IPA é conhecida por possuir um final bem seco, a APA costuma ser mais adocicada. Apesar desta cerveja utilizar levedura e malte americano, é o lúpulo que distingue uma APA de uma IPA.

Mais recentemente surgiram as Imperial IPA ou Double IPA (DIPA) que representam uma versão muito mais “musculada” de uma IPA normal que teve a sua origem no Festival de Cerveja de Oregon nos EUA em 1996, altura em que foi apresentada a primeira vez através da Rogue IPA. É ligeiramente mais escura que uma IPA, devido ao uso de malte em maiores quantidades, devido à necessidade de equilibrar a cerveja que possui em geral quantidades absurdas de lúpulo que lhe conferem um carácter ainda mais amargo e refrescante, fatores que ajudam a encobrir o volume de álcool que pode variar entre os 7,5% e os 12%.

Mais recentemente surgiram as NEIPA, servindo como uma porta de entrada para o mundo das IPAS de aromas intensos remetendo a frutas tropicais como goiaba, mamão, manga, melão com um baixo amargor presente.

Partilhe este artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


error: Content is protected !!
× Bem-vindo, precisas de ajuda?